Arquivo da tag: facebook

Em tempos de Whatsapp bloqueado, entenda o que são as VPN e como navegar com segurança

O País amanheceu, neste dia 17 de dezembro, com uma notícia absolutamente inacreditável: uma juíza da Primeira Vara Criminal de São Bernardo do Campo (SP) determinou a operadoras de telecomunicações de todo o País o bloqueio, em todo o território nacional, do serviço de Whatsapp, deixando milhões de usários sem acesso ao aplicativo. Segundo informações do TJSP, a medida é fruto do descumprimento de uma ordem judicial anterior da mesma magistrada, direcionada ao Facebook, para quebrar o sigilo de dados de uma pessoa investigada em um processo criminal. Diante da alegada recusa da Rede Social em atender ao despacho, foi determinada essa medida como “punição” pelo crime de desobediência.

A par das muitas questões jurídicas acerca do acerto ou não da medida judicial, rapidamente as teles, intimadas, suspenderam o tráfego de dados do serviço e isso causou um alvoroço sem tamanho principalmente na internet.

Começaram a surgir sugestões de aplicativos similares, como o Telegram, além do uso de VPN (Virtual Private Network) como forma de burlar o bloqueio judicial imposto às Teles.

Mas muita gente não tem a menor ideia do que seja essa sigla: VPN.

Pesquisando na internet, encontrei um excelente post do site Revolução Etc. Compartilho aqui apenas os primeiros trechos e recomendo a leitura integral no link de origem!

Boa sorte para quem vai de VPN!

Segurança Digital para Ativistas: O que é VPN e como ela pode tornar sua navegação mais segura

ESCRITO POR , do site Revolução Etc.

Disponível no link: http://revolucao.etc.br/archives/seguranca-o-que-e-vpn-segura/

O que é VPN?

VPN é o acrônimo de Virtual Private Network ou “Rede Virtual Privada“. Nada mais é do que uma rede privada de computadores que utiliza uma rede pública (a internet) como meio de transporte de dados mas em um contexto seguro, como se você estivesse em uma rede local. A diferença é que esses computadores podem estar milhares de quilômetros distantes um do outro. Mas o que torna a VPN algo especial nos dias de hoje, nem é a capacidade de estar em rede a distância, e sim a proteção que essa conexão recebe (conhecida como criptografia) onde através de um “túnel” (tunelamento) criado entre seu computador e o serviço que oferece a VPN, todas as informações trafegadas são criptografadas para que nenhum dado seja interceptado e o seu IP (o endereço do seu computador) é protegidopelo novo IP que você adquire ao usar o serviço de uma VPN.

Como funciona uma VPN?

vpn2Basicamente funciona assim: seu computador, através de um programa instalado na sua máquina (cliente), requisita uma conexão ao servidor da VPN (empresa que oferece tal serviço). Se seu usuário e senha estiverem corretos e você tiver autorização para conectar-se, o servidor cria um túnel (processo conhecido como “tunelamento“) entre seu computador e o servidor da VPN, que codifica (criptografa) os dados trafegados na sua conexão de modo que eles não possam ser interceptados, nem decodificados, nem decifrados ou compreendidos por quem tentar interceptá-los. Nem a empresa que fornece sua conexão com a internet (ISP), nem o provedor de acesso, nem os sites que você acessa são capazes de saber seu IP “real” e nem sua localização geográfica, nem quais sites e/ou quais dados você está trafegando. A partir do momento que você se conecta na VPN, você ganha um novo IP (endereço do seu computador) para navegar na web e passa a ter sua“identidade” protegida.

Continue sua leitura aqui: http://revolucao.etc.br/archives/seguranca-o-que-e-vpn-segura/

O Marco Civil da Internet, a remoção de conteúdo e a obrigatoriedade de indicação do URL de redes sociais

Entre as novidades do Marco Civil da Internet, merece nossa atenção (e a de profissionais do Direito) uma bem interessante e que tem sido o calcanhar de aquiles dos advogados e cidadãos que vão à Justiça tentar excluir publicações no Facebook e no Twitter: a obrigatoriedade – agora legal – de indicação precisa do endereço (URL) onde está armazenado o conteúdo infringente. Vamos focar nessas duas redes sociais, que são as mais demandadas.

Saiba mais: Entendendo o Marco Civil da Internet

FB-TWSeja por falta de conhecimento técnico, seja por ignorar a recente jurisprudência em torno do Direito Digital, muitas pessoas (e muitos profissionais do Direito) não têm tido sucesso em ações judiciais justamente por não apontar de forma inequívoca o URL indicador do endereço localizador do post. Normalmente, juntam-se aos autos cópias (print screens) das telas dos computadores, o que, nem de longe, é suficiente. Continuar lendo O Marco Civil da Internet, a remoção de conteúdo e a obrigatoriedade de indicação do URL de redes sociais

12000 vezes obrigado!

12.000 vezes obrigado!

É isso aí, pessoal! Nossa rede de amigos virtuais cresceu bastante em pouco mais de 1 ano! Chegamos à honrosa marca de 12.000 fãs no Facebook!

Só temos a agradecer!

As estatísticas de acesso ao site também evoluíram no mesmo ritmo. Tudo isso levando-se em conta que somos um blog amador, mas, mesmo assim, editado com muita dedicação e seriedade.

Para que nossos leitores tenham uma ideia, nossa posição no ranking mundial (conforme avaliação de um dos sites de métricas de acesso mais importantes hoje em dia) melhorou significativamente.

Da mesma forma, nosso rank entre os sites brasileiros: já estamos ocupando a 7.997ª posição (dentre centenas de milhares de blogs e sites tupiniquins). Também contamos com mais de 13.000 pessoas inscritas em nossa mailing list e a audiência de nossos posts no Facebook já bateu picos de 115 mil usuários da rede social, com uma média de 37 mil pessoas alcançadas pelo nosso conteúdo.

Aumentam os nossos números e aumenta nossa responsabilidade!

E vamos em frente!

Aos nossos seguidores do Facebook, nosso MUITO OBRIGADO!

fabricio

Perigos da exposição dos filhos no Facebook: a história de um sequestro facilitado

Não é de hoje que venho chamando a atenção para o uso de redes sociais envolvendo crianças e adolescentes, com mais ênfase naqueles.

Já tive a oportunidade de fazer um alerta aqui no Blog sobre a perigosa relação do Instagram com pedófilos e com pornografia em geral. Fico absolutamente espantado com a quantidade de menores de idade que acessam a rede social, aparentemente com pouca ou nenhuma supervisão de adultos, inclusive expondo número de celular e email.

Também não são poucas as reportagens, os artigos e os estudos sobre essa polêmica relação. Adultos acessam redes sociais intensamente, mas será que fazem a devida reflexão sobre o que e como o estão fazendo? Ou, ainda, como seus filhos também a estão utilizando?

Continuar lendo Perigos da exposição dos filhos no Facebook: a história de um sequestro facilitado