Argentino cria o primeiro “Clube de Homens Abandonados por uma Mulher” e ganha adeptos na internet

Um dia, o músico argentino Roberto Lázaro chegava à casa depois de mais um dia de trabalho, quando se deparou com uma cena nada animadora: todas as suas coisas estavam encaixotadas. Era o ponto final de um relacionamento de 7 anos, que tinha inclusive planos de casamento e família.

Com o orgulho ferido, pegou suas coisas e foi para a casa dos seus pais. Algum tempo depois, compôs uma canção sobre o episódio e, desde então, Lázaro, o “abandonado”, tem ganhado destaque nos principais veículos de comunicação da Argentina e Brasil.

A iniciativa chamou a atenção principalmente após a criação de uma página no Facebook, que já conta com 1900 seguidores.

A um site paraguaio, Lázaro explicou que a fanpage não é um ambiente para colocações machistas e que sempre que um usuário se expressa de forma agressiva à ex-mulher, o argentino parte para o aconselhamento amigável e, se não adiantar, vem o bloqueio do perfil.

O dono da página informou, ainda, que a comunidade reúne se a cada duas semanas de forma itinerante, sempre em um lugar diferente na Argentina. As reuniões, segundo Lázaro, não têm nenhuma semelhança com grupos de autoajuda nem usam de técnicas de terapia, mas promovem apenas encontros casuais para assistir a partidas de futebol e se distraírem:

Não é como os Alcóolicos Anônimos que se reunem em rodas, contam suas experiências e começam a chorar enquanto os demais os consolam. Evito isso porque é muito cruel. Nós nos reunimos para fazer coisas como assistir a uma partida de futebol. Podem parecer insignificantes, mas são muito importantes para o momento por que a pessoa está passando.

A página apresenta registros de mensagens desde ajuda e solidariedade até poemas criados pelos próprios “membros” do Clube. Há também piadas sarcásticas e chacotas com os “abandonados”, mas nada disso desestimula os seguidores do primeiro Clube de Homens Abandonados por uma Mulher.

Apesar de a iniciativa ter sido idealizada para homens, há mulheres que comentam no mural da página não ser a dor do abandono um privilégio masculino.

Identificou-se?

Siga a página clicando na imagem abaixo. O idioma das postagens é espanhol, mas é possível interagir em português.

Club De Hombres Abandonados Por Una Mujer
Club De Hombres Abandonados Por Una Mujer

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s