Procurando emprego? Cuidado com o “curtir” no facebook

A Folha online publicou, hoje cedo, uma notícia interessante:

‘Curtir’ expõe personalidade oculta de usuário do Facebook.

A notícia gira em torno de uma pesquisa de cientistas da Universidade de Cambridge (Reino Unido) que analisaram 58 mil usuários do Facebook com o objetivo de prever traços de personalidade (e outras informações que os perfis públicos não revelam) baseado somente nas opções de “curtir”.

O grau de precisão do algoritmo desenvolvido em modelos matemáticos revelou resultados espantosos:

  • 88% de acertos, quanto às preferências sexuais de homens.
  • 95%, quanto à raça.
  • 80%, quanto às opções religiosas e políticas.

O tipo de personalidade e a estabilidade emocional também tiveram acertos com precisão entre 62% e 75%.

David Stillwell

E o mais surpreendente: tudo baseado em opções “curtir” com configuração de privacidade pública. Vejam o que disse um dos autores do projeto, Dr. David Stillwell:

É fácil clicar no botão “curtir”. É sedutor. Mas você não percebe que, anos depois, os “curtir” são armazenados contra você.

Acendeu aí o sinal amarelo? Com toda certeza!

Isso é extremamente preocupante. Navegar pelas redes sociais não é mais uma simples brincadeira. O grau de fidelidade das informações que nós mesmos expomos inocentemente ao mundo pode nos comprometer pessoal ou mesmo profissionalmente!

Duvidam disso? Vamos ver se vocês se identificam com uma das conclusões do estudo, segundo Stillwell:

[Pessoas que curtem] batatas fritas correlacionadas com grande inteligência e pessoas que gostam do Cavaleiro das Trevas tendem a ter menos amigos do Facebook.

Será verdade? Pelos graus de precisão do estudo, as chances dessa conclusão ser verdadeira estão entre 60 e 75%… Bem, eu não sou muito fã do Batman, mas adoro batata-frita…

E o que dizer de outros dados mais sensíveis?

Fiz um teste aqui hoje no meu facebook. Acessei o perfil de uma procuradora da república. Não vou citar o nome para preservá-la de curiosos. Tem milhares de amigos. Eu não estou entre eles. Ou seja, não tenho acesso às informações mais reservadas de seu perfil Mas, com base nos dados públicos de “curtir”, que não são poucos (ela já curtiu mais de 700 opções de páginas, músicas, livros, times de futebol e personalidades que admira), consegui extrair alguma coisa dessa pessoa.

Fuçando com mais calma, identifiquei, nessa importante figura pública, algumas preferências pessoais. Por exemplo: já sei que:

  • Ela simpatiza com a proteção de animais (particularmente gatos);
  • É torcedora do Fluminense;
  • É apoiadora de campanhas contra o aborto;
  • É devota de Nossa Senhora das Graças;
  • E tem uma sensibilidade muito apurada para campanhas contra o câncer (principalmente em mulheres e crianças).

Claro que tudo não passa de suposição minha. Não sou pesquisador, nem cientista. Mas a quantidade de opções “curtir” publicamente disponíveis para um desafeto mal intenecionado (afinal, ela é membro do Ministério Público Federal!) ou um especialista digital em mercado de consumo pode render um perfil com informações úteis para qualquer finalidade que se queira.

Nesse ponto é que chamamos a atenção para a forma como você se expõe e como isso pode afetar sua carreira profissional.

Não é de hoje que as empresas e os especialistas em RH estão de olho nos seus dados pessoais e profissionais. Vejam essas notícias e concluam por si mesmos:

Exame.com

Como o seu perfil do Facebook pode ser avaliado em entrevistas de trabalho

Entrevistadores pedem senha do Facebook aos candidatos

Redes sociais podem influenciar na entrevista de emprego

Redes Sociais x Emprego: como não causar má impressão

Fácil ver que não tem mais jeito:

O que você faz nas redes sociais repercute sobre o que e como você viverá no mundo real.

E não é só o botão “curtir” que preocupa. Muitas pessoas não sabem que muitas informações pessoais, compartilhamentos e atualizações de status no Facebook podem estar sendo feitas publicamente, para qualquer um ver (e seguir) à vontade.

Por isso, cuidado com o que você faz na internet. De repente, curtir a página da Pepsi pode impedir que você seja contratado na Coca-Cola! 🙂 🙂 🙂 🙂

Aproveito a deixa para sugerir uma releitura nas dicas de privacidade que estamos publicando no Blog. Abraços a todos!

7 dicas para proteger sua privacidade no Facebook

2 comentários em “Procurando emprego? Cuidado com o “curtir” no facebook”

  1. E assim você não pode ser quem você é e acabará sendo manipulado pelo mercado. Se você gosta de pepsi e não pode mostrar que gosta de pepsi pois mais pra frente a coca-cola não te aceitará, é mais um motivo para você gostar de pepsi. Isso é a liberdade de expressão sendo ferida lá no fundo.

    Curtir

    1. É uma pena, mesmo, André, que haja tanta limitação e tanta restrição no processo seletivo e tão pouco investimento em um bom ambiente de trabalho e na satisfação do funcionário (o que, a meu ver, é a única coisa que pode verdadeiramente garantir bons resultados)…

      Curtir

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s